Dourada de mar com molho verde de coentros e cebolinha

Dourada de mar com molho verde de coentros e cebolinha

Dourada de mar

Sabem porque é que a dourada se chama dourada? Porque a dourada “original” ou seja a dourada de mar, tem um tom dourado e umas sobrancelhas bem douradas!

Nunca tinham visto uma dourada assim? Bem dourada e brilhante? Pois eu também nunca tinha visto assim uma dourada, porque até agora eu só conhecia as douradas cinzentonas de aquicultura, que não tem nada de dourado!

dourada_2

As  douradas de aquicultura são alimentadas com rações feitas com ingredientes que não fazem parte da sua alimentação natural. Estas rações são feitas de restos de outros peixes, óleo de peixe tratado com químicos e farinha de cereais como soja transgênica, e ainda podem levar hormonas e aditivos que aceleram o seu crescimento, aumentando deste modo o lucro dos seus produtores. Os peixes de aquicultura são confinados a viver em pequenos lagos ou jaulas densamente povoadas e alguns aquicultores utilizam antibióticos, fungicidas e pesticidas para prevenir doenças e para tentar manter o máximo de peixes vivos.

As douradas de mar alimentam-se de pequenos invertebrados e peixes de reduzidas dimensões, assim como de bivalves como mexilhão e ostra. E talvez seja por isso que as douradas de mar têm aquela cor tão brilhante e dourada.

Peixe grelhado com molho

Quando a Peixaria do Bairro me desafiou para grelhar uma dourada de mar, alertaram-me para o facto de que estas douradas terem menos gordura do que as suas primas de aquicultura. Como as douradas de mar não são alimentadas com rações próprias para engordar, são ligeiramente mais secas do que as douradas de aquicultura. Para mim esse facto é uma grande vantagem, porque para ser sincera, acho muito enjoativa toda aquela gordura das douradas de aquicultura.

Mesmo assim decidi fazer um molhinho com ervinhas aromáticas e azeite para tornar a minha dourada de mar mais apetitosa. Mas quando comecei a comer a minha dourada de mar e comecei a deliciar-me com garfadas de carne saborosa e suculenta, cheguei à conclusão que não precisava de molho nenhum!

Mas como eu adoro coentros e o molho estava tão delicioso decidi colocar o molho na mesma, pois não se pode estragar comida!

Dourada de mar com molho verde de coentros e cebolinha

4 pessoas | 20 minutos  | Muito fácil

SEM GLÚTEN | SEM LACTOSE | SEM SOJA | SEM OVOS | SEM FRUTOS SECOS

INGREDIENTES

+ 2 douradas de mar
+ 1 molho de coentros
+ 4 ramas de cebolas ishukuras
+ 8 colheres de sopa de azeite
+ sumo de 1/2 laranja
+ sumo de 1/2 limão
+ sal q.b

INSTRUÇÕES

1. Lavar 4 ramas de cebolas ishikura e colocar num robot de cozinha. Acrescentar o azeite, o sumo de laranja, o sumo de limão e os coentros e processar tudo até ficar um molho homogéneo.
2. Grelhar as douradas na brasa ou num grelhador eléctrico. Retirar a pele da dourada e colocar colheradas de molho sobre o peixe.

Acompanhar com uma salada de folhas verdes e batatas brancas ou batatas doces cozidas.

Receita elaborada com peixe fresco da Peixaria do Bairro e legumes biológicos da Quinta da Pedra Branca
2

Share This Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Ou clicar nas palavras abaixo