Sempre me perguntei porque é que os romanos e os gregos usavam saias, ou neste caso as togas. Hoje em dia ainda existem muitos homens em países árabes e asiáticos que usam saias e eu nunca percebi muito bem porquê, até escrever este artigo. Se analisarmos bem a história da Humanidade, o Homem assim como os seus companheiros primatas sempre usou a posição de cócoras para descansar, trabalhar e realizar outras funções corporais. Hoje em dia já ninguém faz nada de cócoras, todos preferimos a posição sentada no conforto da cadeira ou do sofá, pelos menos na sociedade ocidental, mas a posição de cócoras era a posição eleita para ir à casa-de-banho até ao ano de 1800.
Já perceberam porque é que os romanos usavam a toga e ainda existem algumas culturas em que os homens continuam a usar saia? Eu já percebi!

Antigamente só existiam sanitas para a realeza e para pessoas com necessidades especiais, mas com o aparecimento da água canalizada a partir de 1800, a sanita comum foi inventada para dar alguma “dignidade” a todas as pessoas. A pessoa que inventou a sanita acreditava que estava a melhorar a vida de todas as pessoas, mas infelizmente não estava a ajudar assim tanto, porque a verdade é que o corpo humano não foi desenhado para ir à casa-de-banho sentado, mas sim de cócoras.

As doenças intestinais e a sanita

Durante muitos anos alguns cientistas e médicos assumiram que o aumento das doenças gastro-intestinais estava directamente relacionado com a alimentação e com a falta de fibra, mas um outro grupo de investigadores concluiu que existem vários povos diferentes espalhados pelo mundo, que têm dietas completamente diferentes mas não sofrem de doenças intestinais. Este grupo de investigadores concluiu que nem sempre a fibra é a única solução para evitar as doenças gastro-intestinais, pois muitas tribos africanas são quase exclusivamente carnívoras e partilham da mesma saúde intestinal que os indianos que são vegetarianos. Então se dietas completamente diferentes previnem possíveis doenças intestinais, o que estes povos terão em comum para conseguirem ter uma boa saúde intestinal? Posição de cócoras! Agachamentos na hora de ir à casa-de-banho, vá força nessas pernas!

O nosso intestino grosso está equipado com uma válvula de entrada (a válvula ileocecal) e uma válvula de saída (o músculo puborretal). Para o intestino ser completamente esvaziado, o cólon precisa de ser comprimido pelas coxas, e o nosso músculo puborretal, que vocês já perceberam onde ele se encontra, precisa estar completamente relaxado. A posição de cócoras consegue simultaneamente fechar a válvula de entrada, para manter o intestino delgado limpo, e abrir a válvula de saída, para permitir que a totalidade dos resíduos saia livremente. Quanto estamos na posição de cócoras a gravidade faz a maior parte do trabalho. O peso do tronco contra as coxas pressiona naturalmente o cólon, e a pressão suave a partir do diafragma complementa a força da gravidade. Esta pressão cria um efeito laxante natural que ajuda à eliminação total dos resíduos, numa forma rápida, natural e eficaz.

A posição sentada impede o propósito de ambas as válvulas, tornando a eliminação difícil, demorada e incompleta. Quando estamos sentados a válvula ileocecal não consegue fechar completamente, sujando o intestino delgado, e o músculo puborretal é contraído e sufocado, o que não só impede uma eliminação total dos resíduos como também obriga a que se faça um esforço para o abrir. Este esforço repetido ao longo de vários anos pode levar ao desenvolvimento de hemorróidas, ou de diverticulose, um tipo de hérnia no intestino grosso.Uma evacuação incompleta deixa resíduos que estagnam nas regiões inferiores do cólon, e esses resíduos atraem bactérias que podem inflamar os tecidos intestinais e desenvolver uma doença inflamatória intestinal. Dependendo da estirpe e da localização das dessas bactérias podem-se desenvolver vários tipos de inflamações intestinais diferentes como apêndicites, diverticulites, colites ulcerosas, doença de Crohn

Ou seja a sanita foi inventada para nos dar dignidade e proteger das bactérias na hora de ir à casa-de-banho, mas acabou por nos prejudicar mais do que ajudar. Enquanto isso os povos que não têm sanita porque vivem em países em desenvolvimento ou vivem em tribos no meio da selva, esvaziam completamente os seus intestinos na posição de cócoras, livrando-se de doenças intestinais. O famoso síndrome do intestino irritável surgiu no mundo ocidente no final do século XIX, curiosamente na mesma altura em que ter uma sanita em casa era cada vez mais comum.

Mais força, mais problemas

Mas não é só a saúde intestinal que beneficia da posição de cócoras quando vamos à casa de-banho. Quando estamos sentados na sanita praticamos regularmente e naturalmente a manobra de Valsava. Esta manobra consiste em suster a respiração e fazer força para baixo com o diafragma, para ajudar o intestino a fazer o seu serviço. A musculatura pélvica não foi criada para lidar com este tipo de esforço diariamente.

Contrair e pressionar a pélvis para baixo várias vezes por dia durante vários anos, faz com que a musculatura pélvica desça e danifique os células, prejudicando a ligação natural desta zona com o sistema nervoso.
Nas mulheres a saúde do útero e dos ovários dependem de um equilíbrio hormonal adequado e quando existem células danificadas neste zona, não há uma ligação correcta com o cérebro o que torna os orgãos pélvicos disfuncionais e propensos a doenças. Cancro, endometriose e miomas uterinos podem ser vistos como diferentes formas de “demência” a nível celular, sendo a endometriose um bom exemplo para explicar como as células se comportam quando perdem o contacto com o cérebro, pois nesta doença, as células que revestem o útero para formar a menstruação, saem para fora do útero e juntam-se a outros órgãos.
Nos homens a manobra de Valsava também prejudica a musculatura pélvica, podendo originar problemas a nível da próstata.

Uma solução chamada banquinho

Na minha busca incansável para melhorar a minha saúde e a minha qualidade de vida, deparei-me com vários artigos sobre a utilização de um banco para simular a posição de cócoras na sanita. Encontrei estes artigos enquanto pesquisava soluções para eliminar ao máximo as toxinas do meu organismo, para aumentar as minhas idas à casa-de-banho e para diminuir as minhas dores nos intestinos.

Os vários artigos que li sobre a utilização de um banco na sanita defendem este tipo de prática para prevenir doenças, para evitar a prisão de ventre, mas também defendem que para quem já tem algum tipo de doença intestinal como hemorróidas, síndrome do intestino irritável ou outras doenças inflamatórias intestinais, a utilização de um banco ajuda a diminuir consideravelmente os sintomas das doenças.
Encontrei vários sites americanos que vendiam bancos específicos para colocar na sanita, mas para além de serem caros não queria estar a importar um artigo que poderia ficar na alfândega, e numa ida à IKEA comprei este banco baratinho que veio comprovar que todos aqueles artigos que li tinham a sua lógica.

Já uso o meu banquinho à mais de 2 anos e já não consigo viver sem ele. As minhas idas à casa-de-banho são tão rápidas, tão rápidas mas tão rápidas que nem tenho tempo de abrir o Facebook no meu telemóvel. Com a ajuda do banquinho nunca mais tive aquela sensação de não conseguir fazer tudo, e é raro ter que fazer força, é tudo muito rápido, natural, fluído e sem esforço. É um espetáculo!

Quem vem a minha casa e vai à casa-de-banho costuma sempre gozar com o meu banquinho, mas depois de eu explicar as suas funções, perguntam-me sempre se podem experimentar.
Se as vossas idas à casa-de-banho não são repletas de alegria e se também querem ser felizes na sanita, experimentem a ajuda do banquinho! Vai ser uma festa!

Copiar é feio! O conteúdo deste site está protegido!

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de utilização. Mais informações.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close