Couscous sem glúten?

Aprender a viver com a doença celíaca ou com uma intolerância ao glúten, pode ser bem mais fácil do que estávamos à espera. Após o diagnóstico as dúvidas podem sufocar-nos e a quantidade de trocas que temos que fazer podem parecer assustadoras e infinitas. Mas será que temos que alterar assim tanta coisa na nossa vida?

O trigo é um cereal que no seu estado natural contém alguma proteína, à qual os celíacos e os intolerantes fazem reação, contém uma dose gigantesca de hidratos de carbono, que fazem subir o açúcar no sangue e contém alguns minerais, mas pouquíssimas ou praticamente nenhumas vitaminas. Se compararmos o valor nutricional do trigo em relação a um vegetal, o vegetal tem sempre muito mais vantagens do que o trigo. Então porque continuar a comer trigo?

Quando temos vontade de comer uma massa com molho, podemos saborear um esparguete de batata-doce com um molho delicioso, que já vem cheio de vitaminas e minerais! E quando temos vontade de comer algo mais exótico? Aí podemos nos deliciar com um couscous, um prato tão tradicional nas mesas árabes.

Mas o couscous é feito de trigo, isso tem glúten!

O couscous normal tem glúten, mas este couscous é Di-Frent e vocês já sabem que nunca há glúten nas receitas do Di-Frent.

Fácil, rápido e vitaminado!

Confesso que nunca fui muito fã de couve-flor, achava que era um vegetal sem graça e sem vida, mas a verdade é que apenas tinha provado couve-flor cozida. E pior apenas tinha provado couve-flor de agricultura convencional, o que a tornava ainda mais sem sabor.

Quando me comecei a aventurar com a couve-flor e comecei a inventar receitas descobri que a couve-flor faz um “béchamel” saudável e sem lactose fantástico (que irei colocar a receita aqui no site em breve), mas também descobri que a couve-flor é um excelente substituto do rápido e prático couscous.
Sim confesso que não é tão rápido como o couscous que fica pronto em 5 minutos, mas a couve-flor está carregadinha de coisas boas: vitamina C, vitamina K, ácido fólico, fibra, ómega 3 e ómega 6.

E já se sabe que: depressa e bem não há quem não é?
As coisas boas da vida demoram mais um pouco, por isso em vez dos 5 minutos com glúten e sem vitaminas dos couscous que tal esperarmos 20 minutinhos por uma alternativa mais saudável, mais nutritiva e ainda mais deliciosa?

Couscous de couve-flor e salsa

4 pessoas | 20 minutos | Muito fácil
SEM GLÚTEN | SEM LACTOSE | SEM SOJA |  SEM OVOS | SEM FRUTOS SECOS

INGREDIENTES

+ 2 couves-flor
+ 1 molho de salsa
3 dentes de alho
+ 4 colheres de sopa de azeite
+ sal q.b.
+ 1 malagueta seca ou tomate seco (opcional)

INSTRUÇÕES

1. Lavar a couve-flor, separar os raminhos de couve flor e secar com um pano de cozinha. Picar no robot de cozinha até ficar com a semelhança de couscous.
2. Cortar os dentes de alho, os talos da salsa e a malagueta ou os tomates em pedaços muito pequenos e refogar no azeite durante 3 minutos.
3. Juntar o couscous de couve-flor ao refogado, temperar com sal, misturar muito bem e deixar cozinhar em lume médio o couscous durante 10 minutos, mexendo com frequência.
4. Picar as folhas de salsa e polvilhar sobre o couscous de couve-flor antes de servir.

Receita elaborada com ingredientes da Quinta da Pedra Branca

Copiar é feio! O conteúdo deste site está protegido!

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de utilização. Mais informações.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close