Couve-chinesa: a couve que mais parece uma alface

Couve-chinesa: a couve que mais parece uma alface

A couve-chinesa, também conhecida como couve-kaboko é um tipo de repolho chinês originário da região de Pequim e muito utilizado na culinária oriental. Tal e qual como todas as outras couves, a couve-chinesa também faz parte da maravilhosa família das Brassicaceae da qual também fazem parte os brócolos, a couve-flor, e todas as restantes couves.

Este vegetal de origem chinesa já é muito cultivado em Portugal e apresenta uma forma oval, com folhas enrugadas e crocantes, de cor verde clara brilhante. As folhas mais internas são mais tenras e apresentam uma cor amarelo claro. A couve-chinesa tem um sabor muito suave e é levemente doce, perfeito para quem não aprecia o sabor das tradicionais couves-portuguesas.

A couve-chinesa pode ser consumida cozinhada de diversas formas mas para mim é a couve ideal para ser consumida crua em saladas ou em sumos. As folhas interiores são as folhas ideais para serem consumidas cruas em saladas, do mesmo modo que a alface. E as folhas exteriores são ideais para consumir cozidas em água ou a vapor, salteadas ou em estufados e em pratos mais elaborados como lasanha de couve.

Rica em folato, anti-oxidantes e com boa doses de vitamina C, A e K, a couve-chinesa é a couve ideal para aproveitar todos os benefícios das couves sem sentir aquele tradicional sabor amargo. Com um fibra suave, alto teor em água mas baixo teor em calorias e hidratos de carbono, fazem desta couve uma excelente aliada para desintoxicar o organismo, estimular o sistema imunitário e promover o bom funcionamento intestinal.

Disponibilidade

As melhores couves-chinesas estão disponíveis no verão e no outono, contudo também é possível encontrar algumas couves chinesas no inverno.

Escolher e conservar

As folhas da couve-chinesa devem ser firmes, de cor verde brilhante uniforme e não devem apresentar manchas escuras ou amarelas.

A couve-chinesa pode ser conservadas no frigorífico entre 5 a 7 dias. Deve ser guardada sem lavar, na gaveta dos vegetais e dentro de um saco de papel ou de um saco de pano.

Preparação

As folhas da couve-chinesa devem ser bem lavadas e passadas por água corrente para retirar as impurezas.

Como cozinhar

Tanto os talos como as folhas da couve-chinesa podem ser consumidos crus ou cozinhados. Contudo devem ser cozinhados em separado, visto que os caules necessitam de mais tempo de cozedura do que as folhas.

A couve-chinesa é excelente consumida crua em salada, sumos ou como wraps. Mas também fica deliciosa em sopas, salteados, estufados, como recheio de pastéis ou rissóis e ainda em lasanhas.

COZER A VAPOR: 8 – 10 minutos
COZER NO MICRO-ONDAS: 6 – 8 minutos
SALTEAR: 8 – 10 minutos

Share This Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Ou clicar nas palavras abaixo