Mil e um cremes de cenoura

Eu adoro creme de cenoura! Tenho boas e más memórias de cremes de cenoura. As más memórias são dos cremes de cenoura que tive que comer nos hospitais. As boas memórias são das trezentas receitas diferentes que já fiz, para me esquecer do trauma de ter comido os cremes de cenouras enquanto estive hospitalizada.

Já me serviram cremes de cenoura em que a quantidade de cenoura deveria ser 10% para 90% de batata, o que combinado com os medicamentos que me deram para sobremesa, me causou um enjoo tão grande que durante 1 ano não podia pensar sequer em creme de cenoura. Também já me serviram creme de cenoura que não deveria ter batata, mas também não tinha varinha mágica incluído, porque era cenoura ralada a boiar em água.

A sopa dos dias doentes

Eu sei que a intenção era boa, e que está cientificamente comprovado que esta simples sopa consegue acalmar os intestinos mais revoltados e parar diarreias, mas vamos lutar para que um dia todos os doentes internados em hospitais comam um creme de cenoura fantástico, para que consigam recuperar de uma forma mais inspirada e mais feliz.

Até esse dia chegar, vamos esquecer a sopa dos dias doentes, e vamos para a cozinha fazer este creme de cenoura com bok-choy, indicado para dias em que os nossos intestinos estão super felizes e nos deixam saborear algo mais complexo do que um simples creme de cenoura.

Creme de cenoura e batata doce com bok-choy

4 pessoas | 40 minutos | Super fácil
SEM GLÚTEN | SEM LACTOSE | SEM SOJA | SEM OVOS | SEM FRUTOS SECOS

INGREDIENTES

+ 2 batatas-doces
6 cenouras
2 cebolas
3 dentes de alho
1/ bok-choy
azeite e sal q.b

INSTRUÇÕES

1. Cortar as cebolas aos cubos pequenos e esmagar os dentes de alho, e refogar numa panela com um pouco de azeite.
2. Descascar as batatas e as cenouras, cortar aos cubos, juntar ao refogado de cebola e deixar refogar durante 5 minutos. Adicionar água, temperar com sal e deixar cozinhar.
3. Lavar e cortar as folhas de couve bok-choy às tiras.
4. Quando os legumes estiverem cozinhados, triturar muito bem com a ajuda de uma varinha mágica, juntar a couve e deixar cozinhar durante 5 minutos.

 

Receita elaborada com ingredientes da Quinta da Pedra Branca

Copiar é feio! O conteúdo deste site está protegido!

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de utilização. Mais informações.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close