Escolhas da vida: boa comida ou boa gasolina?

Escolhas da vida: boa comida ou boa gasolina?

A cura milagrosa

Descobri a alimentação biológica enquanto tentava encontrar a cura milagrosa para uma das minhas doenças. Tinha saído em choque do consultório médico, uma ecografia tinha-me detectado uma doença auto-imune, incurável, da qual eu nada sabia, apenas sabia que poderia ser operada de urgência a qualquer momento.
Tentei não entrar em pânico e dediquei-me a pesquisar sobre a doenças e a tentar encontrar a alternativa perfeita para evitar a operação. Quanto mais lia sobre a doença, mais aprendia sobre como uma alimentação biológica, livre de químicos, toxinas e hormonas poderia melhorar imenso a minha qualidade de vida.

Confesso que no início estabeleci uma data para ver resultados, se até à data X não visse melhorias na minha saúde iria voltar a alimentar-me com alimentos de agricultura convencional. No início custou-me um pouco a aceitar a diferença de preços, mas à medida que ia experimentando o verdadeiro sabor dos alimentos e ia sentindo as pequenas diferenças na minha saúde, conclui que o dinheiro que eu gastava a mais em alimentação era o mesmo valor que eu poupava na farmácia, pois deixei de ter as amigdalites, gripes e constipações constantes que me levavam sempre tanto dinheiro em medicamentos e vitaminas.
Também deixei de ter alergias de pele porque também fiz a transição para produtos de higiene biológicos e naturais, reduzindo ao máximo o meu contacto com químicos. Logo a nível financeiro concluí que gastava o mesmo dinheiro, pois gastava mais em alimentação mas gastava menos em farmácia e em médicos!
Continuei a consumir alimentos biológicos e fui aumentando o meu conhecimento sobre a área. Dos alimentos passei para os produtos de higiene pessoal, depois para os produtos de limpeza da casa e finalmente até para a roupa, principalmente a roupa interior.

Tinha melhorado bastante a nível de saúde de um modo geral, sentia-me com muito mais energia, sentia-me mais viva, sentia-me mais real e sentia que me amava mais. Ao consumir produtos biológicos sentia que me estava a proteger de um mundo capitalista ganancioso, onde a indústria engana o consumidor e o deixa doente só para lucrar. Sentia que ia conseguir evitar a operação e miraculosamente curar a minha doença, como tinha lido na internet. Poderia dizer que sim, mas estaria a mentir.

Um investimento com retorno

9 meses depois da minha decisão e apesar de toda a saúde que sentia, a vida tem as suas razões e presenteou-me com uma série de acontecimentos inesperados, que desgastaram brutalmente a minha saúde emocional. Eu acredito que os sentimentos e emoções conseguem transformar a nossa saúde física e no meio de tanta tristeza, o meu corpo cedeu e não consegui evitar a operação.
Tive muitas dificuldades em aceitar esse facto e senti que tinha desperdiçado o meu tempo e o meu dinheiro nos produtos biológicos, porque não tinha conseguido evitar a operação. Pensei em desistir.
No meio da tonelada dos exames e análises que fiz para a operação, os resultados mostravam valores excelentes e todos os médicos ficavam incrédulos com a minha saúde. Tive várias hemorragias durante várias semanas e não só consegui evitar a anemia de que todos os médicos estavam à espera, como conseguia apresentar níveis de energia surpreendentes. Só poderia ser o resultado de todo o meu investimento na alimentação biológica!
Frágil, fraca e em recuperação de uma operação não conseguia deixar de pensar em todos os químicos, toxinas e hormonas que ia introduzir no meu corpo se voltasse a consumir alimentos processados e de agricultura convencional. Estava a ter uma boa recuperação, as cicatrizes da operação estavam a cicatrizar bem, sentia-me viva, cheia de energia e decidi continuar com a alimentação biológica sem voltar a ter dúvidas!
Até que passaram mais 9 meses, eu fiquei repentinamente doente e fui operada novamente de urgência. Foi tudo tão rápido e tão brusco que nem sei como aconteceu. Eu sentia-me tão bem, tão saudável e de repente lá estava eu novamente numa cama de hospital.

Muita coisa passou pela minha cabeça enquanto pensava sobre porque tinha sido operada novamente, tendo em conta todo o meu esforço para comer apenas biológico e para retirar tantos alimentos que supostamente pioravam o meu estado de saúde. Raiva, dor, angústia, medo, frustação foram apenas algumas das emoções que senti enquanto pensava sobre o que escolher para a minha vida.
Mas também pensei que esta última operação tinha sido completamente diferente, foi através de um método menos invasivo e menos doloroso, o que permitiu que recuperasse 100 vezes mais rápido. Pensei também que não poderia atribuir a culpa das minhas doenças à alimentação biológica, pois eu já tinha doenças antes de descobrir a alimentação biológica. Eu não poderia esperar que apenas 1 mudança na minha vida fosse o suficiente para impedir que eu fosse operada, porque há tantos factores a ter em conta para sermos verdadeiramente saudáveis. Mas poderia atribuir à alimentação biológica o facto de me sentir com energia, saúde e bem-estar como nunca senti antes mesmo depois de descobrir a minha doença e de tentar lutar contra ela.
Não sei se vou conseguir evitar ser operada novamente, mas sei que nunca me senti tão saudável, tão viva e tão feliz por saber que me amo e que quero continuar a cuidar de mim, com os melhores alimentos possíveis, ou por outras palavras com o melhor combustível possível.IMG_1066

O nosso corpo é o carro da nossa vida

Os alimentos que ingerimos são o combustível do nosso corpo. Assim como um carro necessita de combustível para funcionar, o nosso corpo precisa de comida para continuar a manter as suas funções. Por isso o nosso corpo pode ser interpretado como o carro da nossa vida, pois é o nosso corpo que nos leva de um sitio para o outro, conforme os desejos da nossa mente.

Conheço muitas pessoas que colocam o melhor combustível no carro, gastam mais dinheiro só porque a gasolina ou o gasóleo são aditivados XPTO e dão mais potência ao carro. Estas pessoas recusam-se a colocar combustível nas gasolineiras lowcost porque querem proteger a saúde do carro, para prevenir possíveis avarias e impedir que o carro se avarie. Estas mesmas pessoas compram a comida mais barata que encontram à venda, porque afirmam que a comida biológica não faz sentido, é demasiado cara e não têm dinheiro para comer biológico. E infelizmente estas mesmas pessoas ainda gastam dinheiro todos os meses na farmácia, porque precisam de tomar medicamentos diários para algum problema de saúde.

Eu questiono-me: o que fariam estas pessoas se o carro delas estivesse com problemas constantes e tivesse que ir ao mecânico algumas vezes por ano? E se o carro destas pessoas precisasse de tomar todos uns dias um ou mais comprimidos para continuar a trabalhar, será que estas pessoas continuavam com o mesmo carro? Ou será que compravam logo outro carro?
Ninguém quer ter um carro doente que só dá despesas, que gasta dinheiro no mecânico várias vezes por ano, e dúvido que alguém se desse ao trabalho de continuar a manter um carro que precisasse de comprimidos para funcionar.

Então porque as estas mesmas pessoas não se importam de alimentar o corpo delas com a comida mais miserável que existe no mercado? Porque frango a 1€ o kilo é frango lowcost! Aliás existem muitas superfícies de alimentos hoje em dia chamadas lowcost: carne lowcost, padaria lowcost, peixaria lowcost, e as pessoas adoram porque é barato!
Porque é que estas mesmas pessoas que se importam com o combustível e com a saúde do seu carro, não se importam com o combustível do seu corpo? Porque é que estas pessoas não se importam de tomar diariamente comprimidos para o seu corpo funcionar?
Um corpo que precisa de comprimidos diários para funcionar é um corpo doente! Um corpo que necessita de ir ao médico várias vezes por ano é um corpo avariado! Como é que as pessoas se recusam a ter um carro avariado, mas se conformam em ter um corpo avariado?

Assim como uma gasolina boa impede possíveis avarias num carro e evita que se gaste dinheiro no mecânico, a comida biológica impede possíveis avarias num corpo e evita que se gaste dinheiro na farmácia.
O carro nós podemos trocar várias vezes na vida, é só vender um e comprar outro. Mas o corpo nós só temos um! Temos que respeitar a saúde do nosso corpo e cuidar dele da melhor maneira possível porque não o podemos trocar! O nosso corpo merece o melhor e o melhor combustível para o nosso corpo é uma alimentação biológica!

Share This Articles

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Ou clicar nas palavras abaixo