Gosto muito da receita tradicional de polvo à lagareiro mas o meu polvo à lagareiro é especial! Primeiro porque é meu, segundo porque é verde e terceiro porque não preciso de o fazer na brasa. O sabor de um churrasco verdadeiro é bom, mas não ter que fazer o lume, ficar a cheirar a fumo e não ter que limpar o grelhador é ainda melhor.

A minha paixão enorme por produtos de agricultura biológica faz com que todas as receitas no Di-Frent sejam pensadas de modo a incorporar o máximo de vegetais, ervas aromáticas ou frutas. Todas as receitas no Di-Frent são realmente diferentes e esta receita de polvo à lagareiro não poderia ser excepção!

Molho verde de coentros e alho

Todas as receitas no Di-Frent surgem da mesma forma:

“Como é que eu posso fazer esta receita diferente? Vou abrir o frigorífico e ver o que é que tenho! Olha aqui um bocadinho disto! Ahhhh e ainda tenho um bocadinho daquilo! Vou juntar tudo e ver como fica!”

E foi assim que decidi que esta minha receita de polvo verde à lagareiro é a melhor receita de polvo à lagareiro do mundo. O sabor fresco e aromático dos coentros dão uma dimensão extra a este prato tão especial e delicioso. E o toque doce da batata-doce com o crocante das couves-de-bruxelas no forno fazem toda a diferença.

Uma reinvenção Di-Frent de um prato típico e tradicional que vai mudar para sempre a vossa opinião sobre o polvo à lagareiro. polvo_verde_batata_doce_couve_bruxelas

Polvo verde à lagareiro com batata-doce e couves-de-bruxelas

4 pessoas | 40 minutos  | Fácil
SEM GLÚTEN | SEM LACTOSE | SEM SOJA | SEM OVOS | SEM FRUTOS SECOS

INGREDIENTES

+ 2 polvos cozidos
2 molhos de coentros
8 batatas-doces
+ 600 g de couves-de-bruxelas
2 dentes de alho
+ bebida vegetal q.b.
sal, pimenta e azeite q.b.

INSTRUÇÕES

1. Cozer as batatas doces com casca numa panela com água e sal durante 15 a 20 minutos. Quando as batatas doces estiverem cozidas, deixar arrefecer e retirar a casca. Reduzir a batata-doce a puré com a ajuda de um garfo e adicionar um pouco de azeite e de bebida vegetal até atingir a consistência desejada. Temperar com sal e pimenta e reservar.
2. Cozer as couves-de-bruxelas a vapor durante 8 a 1o minutos. Escorrer bem e colocar num tabuleiro. Temperar com sal, regar com azeite e levar ao forno a 200ºC durante 10 minutos ou até as couves começarem a ficar tostadas.
3. Colocar os coentros, os alhos e 100 ml de azeite num robot de cozinha ou numa liquidificadora e triturar muito bem até ficar um molho verde. Adicionar mais azeite se necessário.
4. Cortar o polvo em pedaços pequenos e colocar num tabuleiro de ir ao forno. Verter o molho verde sobre o polvo, envolver bem e levar ao forno a 200ºC durante 15 a 20 minutos ou até o polvo começar a ficar tostado e crocante.
5. Servir o polvo verde ainda quente sobre o puré de batata-doce e com uma boa porção de couves-de-bruxelas.

Receita elaborada com peixe fresco da Peixaria do Bairro e legumes biológicos da Quinta da Pedra Branca
2

Copiar é feio! O conteúdo deste site está protegido!

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de utilização. Mais informações.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close