O amor não se compra

O Natal é aquela altura do ano em que supostamente todos nós devemos demonstrar mais amor, mais compaixão, mais carinho e mais amizade. E um dia alguém inventou que a melhor maneira de demonstrarmos que temos sentimentos de amor e amizade por alguém passa por gastar dinheiro com presentes.

Eu não acredito em presentes como forma de demonstrar amor, muito menos quando são dados apenas numa época específica do ano. Eu acredito que quando nos amamos alguém e queremos muito agradar e apoiar essa pessoa, estamos sempre a par do que a pessoa precisa e não precisamos de esperar pelo Natal para oferecer presentes. E eu também acredito que não é preciso gastar dinheiro para fazer os outros felizes, porque as melhores prendas não custam nada. O melhor da vida é o amor, e o amor é de graça! E quando sabemos que o amor de um animal pode fazer alguém muito feliz, faz sentido analisar bem o acto da compra de um animal.

O melhor da vida é de graça

Comprar um animal de raça só porque tem o corpo com um design especial, um focinho diferente e as orelhas de um formato específico é tornar o animal num objecto de consumo. Os cães de raça não amam mais do que os cães rafeiros, e para quem não sabe os cães de raça para além de serem caros são mais propensos a doenças.
Muitos criadores de animais fazem deste tipo de actividade a sua profissão e nem sempre os animais são respeitados e tratados com o amor e carinho que merecem. Por vezes os animais são tratados como máquinas de produção e são obrigados a reproduzir-se anos após ano sem qualquer respeito pela saúde física e emocional do animal e pelos laços criados com as crias. Ao continuar a comprar animais, continua-se a apoiar este tipo de exploração económica que apenas beneficia financeiramente os “donos” dos animais.

Em Portugal existem várias associações que suportam e ajudam cães e gatos que nasceram na rua ou que foram abandonados e com um número tão elevado destes animais abandonados sem lar, sem carinho e a precisar de uma família, faz todo o sentido adoptar um animal em vez de comprar.

Neste Natal sejam inteligentes e não comprem animais! Se estiverem mesmo interessados em receber mais um membro da família neste Natal, e se quiserem mesmo um novo amigo de 4 patas, poupem o vosso dinheiro para comprar coisas que realmente precisam e simplesmente abram o vosso coração para receber o melhor presente que alguma vez receberam.

E porque adoptar um animal de estimação é um compromisso que deve ser feito com toda a responsabilidade e consciência, leiam este artigo que expõe toda a verdade sobre as responsabilidades de ter um animal de estimação: 5 pontos a ponderar antes de oferecer um animal neste natal

1

Copiar é feio! O conteúdo deste site está protegido!

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de utilização. Mais informações.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close