A beterraba é uma planta herbácea da família das Amarantáceas, originária da região do Mediterrânico. A família das Amarantáceas também é representada pelos tão conhecidos espinafres, pelas primas acelgas, mas também pelos pseudo-cereais quinoa e amaranto.
O próprio nome beterraba deriva da palavra francesa “betterave”, sendo que bette significa acelga e rave significa nabo.

Apesar da beterraba ser um vegetal bastante conhecido em Portugal, infelizmente ainda é mal amado por uma grande parte população portuguesa. E outra parte mal amada e mal compreendida da beterraba são as folhas, que ou são descartadas e nem sequer chegam aos supermercados, ou quando chegam aos mercados agarradas às beterrabas vão directamente para o lixo mal chegam a casa.
As folhas da beterraba distinguem-se pela sua cor verde vivo e pelo seu caule vermelho cor de beterraba. O seu sabor é doce e fresco, semelhante ao sabor das acelgas mas com um ligeiro sabor de beterraba. As folhas mais pequenas e tenras podem ser consumidas cruas em saladas ou em sumos e as folhas maiores normalmente são consumidas cozidas, refogadas e em sopas. Os caules são crocantes e com um sabor mais próximo do sabor da beterraba.

Costuma-se dizer que a beterraba auxilia nos casos de anemia, mas contrariamente ao que se pensa a beterraba não contém assim tanto ferro, sendo que a verdadeira fonte de ferro encontra-se nas folhas de beterraba.
As folhas de beterraba para além de serem ricas em ferro, também são ricas em ácido fólico, potássio, vitamina A, C e K, sendo que o seu consumo auxilia a combater as anemias, auxilia na formação de glóbulos vermelhos e na produção de plaquetas, promove o fortalecimento muscular e aumenta a circulação sanguínea. O seu alto teor de fibra ajuda a eliminar as toxinas tendo um efeito diurético, laxante e desintoxicante no organismo.

As folhas de beterraba devem ser consumidas com moderação por pessoas com intestinos sensíveis devido ao seu alto teor de fibra, e por pessoas com problemas renais pois têm uma grande quantidade de oxalatos e o consumo excessivo pode favorecer a formação de pedras nos rins.

Disponibilidade

Durante todo o ano.

Escolher e conservar

As folhas de beterraba devem apresentar uma cor verde escura e os caules devem ser rijos e crocantes.
Conservar no frigorífico num saco de papel respirável até no máximo 3 dias.

Preparação

As folhas de beterraba devem ser bem lavadas e passadas por água corrente para retirar as impurezas.

Como cozinhar

As folhas de beterraba podem ser consumida cruas em saladas ou em sumos, podem ser levemente cozidas a vapor ou salteadas para servir como acompanhamento. As folhas de beterraba também podem ser adicionadas a sopas para adicionar um toque extra de nutrientes e sabor. Os caules da beterraba ficam excelentes em salteados e em sopas.

COZER: 6 – 8 minutos
COZER A VAPOR: 8 – 10 minutos
SALTEAR: 6 – 8 minutos

Copiar é feio! O conteúdo deste site está protegido!

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de utilização. Mais informações.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close