“Ai que fome desgraçada! Não trouxe comida e agora o que é que eu vou comer?”

Vou só ali num instante e já venho. Quantos vezes eu já saí de casa sem a minha marmita, a pensar que à hora do lanche já estaria em casa e de repente: FOOOOOMMMMMEEEEE!

Quem sofre de intolerâncias ou alergias alimentares sabe bem como é aquela sensação de desespero quando nos apercebemos que afinal vamos demorar muito mais tempo do que estávamos a pensar, e saímos de casa sem marmita. É o desespero total, porque não podemos simplesmente relaxar e sentar calmamente numa pastelaria a comer uma tosta mista com um galão, ou um chá com um bolinho. A verdade nua e crua é que não podemos comer quase nada em lado nenhum porque simplesmente não é seguro!

Mas quando estamos esfomeados, fora de casa num mundo cheio de perigos e não conseguimos aguentar mais tempo sem comer há sempre uma solução: supermercado!
E como infelizmente a alimentação saudável e biológica ainda não se encontra disponível em todos os supermercados, aqui ficam algumas sugestões de snacks SOS disponíveis em qualquer lugar a qualquer hora. Sem glúten, sem lactose, sem soja, sem frutos secos, sem ovos e sem stress. Porque até num mini-mercado de aldeia existem soluções para o desespero de um intolerante alimentar! Relax!

Snacks SOS de supermercado

1. CONSERVAS DE PEIXE EM AZEITE

As conservas de peixe são uma opção segura e económica para um snack SOS. Ao optar por conservas de peixe em azeite, evitamos os óleos vegetais e temos mais opções de escolha: atum, sardinhas, ou cavalas são algumas das deliciosas opções que se encontram disponíveis em quase todos os supermercados do país.
Contudo é preciso atenção ao escolher a conserva pois o azeite utilizado em algumas marcas é azeite refinado, o que significa que pode ser misturado com óleos vegetais. O mais seguro é optar por conservas em azeite virgem extra, são um pouco mais caras mas por norma o azeite é de melhor qualidade.

Um snack cheio de proteína e gordura saudável para matar a fome e nutrir o corpo até pelo menos à hora do jantar!

2. CONSERVAS DE PEIXE EM ÁGUA

O atum conservado em água é mais económico do que o atum conservado em azeite e é um alimento que também já se encontra disponível em muitos mini-mercados. Ao optarmos por atum conservado em água evitamos o azeite de menor qualidade que pode causar reações inflamatórias em organismos mais sensíveis. Mas a verdade é que não é tão saboroso como o atum conservado em azeite, e quando consumido sozinho sem acompanhamento é bastante enfadonho!

Independentemente da vossa escolha, recomendo que comprem também um garfinho de plástico, comer atum da lata à mão não é tarefa fácil acreditem!

3. FRUTA FRESCA

A fruta fresca é uma das opções mais rápidas, económicas e disponíveis pelos mercados de todo o país. Contudo tentem evitar as maçãs, pêras, pêssegos e morangos porque quando estas frutas não são biológicas são as frutas que contêm mais químicos. As opções mais seguras de fruta não biológicas são sempre as opções com casca não comestível, como os abacates, as papaias, as mangas ou os kiwis, mas como nem sempre temos uma faca à mão para descascar estas frutas, a opção mais fácil é :B-A-N-A-N-A-!

As bananas são uma das frutas mais compradas pelos portugueses por isso é muito fácil encontrar bananas à venda em qualquer superfície comercial. Contudo é uma fruta rica em hidratos de carbono e com um índice glicémico elevado logo para quem precisa ter atenção aos açúcares é melhor não consumir a banana sozinha.

Eu por vezes combino uma lata de atum em azeite com uma banana no final, parece estranho mas até é bastante saboroso e desta forma equilibro o índice glicémico da banana com a proteína do atum. Fica mais ou menos a mesma coisa que comer atum com batatas mas versão snack SOS – sobrevivência máxima.

4. FRUTA DESIDRATADA

A fruta desidratada é uma opção deliciosa mas é preciso ter alguma atenção, pois a fruta desidratada para além de ser muito rica em açúcares também tem um elevado teor de fibra, o que pode ser problemático para organismos mais sensibilizados. Para além disso cada pacote tem uma grande quantidade de fruta, mas como é tão deliciosa a fruta desaparece toda num piscar de olhos.

A marca Frubis é portuguesa, os seus produtos não contêm glúten e tem uma grande distribuição pelo país, pois já cheguei a encontrar pacotes de fruta desta marca em cafés de localidades muito rurais.

5. BATATAS FRITAS EM AZEITE

Chocados? Sim eu sei que não é a opção mais saudável mas este artigo sugere snacks SOS disponíveis em qualquer parte do país para ocasiões de extrema necessidade. Imaginem que estão esfomeados numa aldeia no interior do país com apenas um mini-mercado, ou que estão numa estação de serviço na auto-estrada no meio da madrugada? As batatas fritas em azeite são uma opção mais saudável do que as batatas fritas em óleo vegetal, e já se encontram em várias superfícies comerciais. As marcas de batatas fritas mais conhecidas em Portugal já são sem glúten, mas é preciso ter cuidado e confirmar sempre na embalagem antes de comprar.

Artigo não publicitário. As marcas escolhidas para este artigo foram pensadas para apresentar produtos disponíveis em qualquer superfície comercial de Portugal.

1

Copiar é feio! O conteúdo deste site está protegido!

Este site utiliza cookies para garantir uma melhor experiência de utilização. Mais informações.

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close